Gestão do tempo

Todo gestor busca uma estratégia que visa melhorar os processos de produção e reduzir desperdícios. Há várias metodologias já assentadas nas empresas e uma delas é a Just In Time (JIT). Basicamente ele é um conceito que se refere à obtenção de materiais e insumos que são introduzidos e controlados durante a produção. Este sistema foi criado no Japão, pela fábrica Toyota e vem ganhando cada vez mais espaço.

O Just In Time tem como propósito evitar situações em que o inventário exceda a demanda e com isso, liquidar os encargos que a empresa tem ao lidar com inventário extra. Quem utiliza esse modelo de produção usa a quantidade de materiais que atendam a demanda do distribuidor ou revendedor, sem produzir excessos. O estoque mantido serve apenas para atender o cliente imediato, pois excessos aumentam o custo de armazenamento e gerenciamento.

Quais as principais vantagens do Just In Time?

Quando o JIT é usado, a empresa se torna mais acessível aos clientes, evitando o esforço em forçar um determinado produto, só porque você tem um armazém cheio de itens parados. Também evita qualquer tentativa de persuadir os clientes a levarem modelos obsoletos apenas por que há a necessidade de dar vazão ao estoque. Podemos também elencar os seguintes benefícios:

  • Estoques baixos;
  • Pouco desperdício;
  • Produção de alta qualidade;
  • Capacidade alta de resposta ao cliente.

Qual o papel do Kanban no Just In Time?

O Kanban é um sistema usado para sinalizar necessidades de ação. Isto pode ser feito por meio de um mural com cartões (post its, entre outros) e também por meio de Kanbans virtuais. A importância deste recurso no modelo proposto é que ele é a maneira de se alcançar o Just In Time.

A taxa de produção é controlada pelo Kanban, o qual contempla a demanda por matérias-primas através de um sistema de processos de clientes e fornecedores. Isso garante que os materiais serão recebidos apenas quando necessário. Com Kanban, é possível identificar apenas os produtos que são necessários para que o processo do momento seja completo.

Cada processo subsequente continua usando apenas produtos que são necessários para o próximo passo, e assim por diante. Dessa maneira, a produção é equalizada em todos os processos e a produção é estabilizada de acordo com a demanda.

Kanban Online, muito mais recursos que o tradicional

Como dito anteriormente, muitas empresas optam por Kanbans Online, não apenas pela facilidade e acessibilidade, como também por possuírem mais recursos. O sistema de Kanban da Sabesim, por exemplo, permite que seja controlado o tempo de execução de cada tarefa, e possui uma interface intuitiva de cores, ajudando a identificar mais rapidamente os responsáveis pela execução de cada tarefa. Com isso, é possível obter feedbacks instantâneos da equipe.

O Just In Time é uma forma de gerir as operações para que sejam executados de maneira rápida e eficiente. E isso requer desistir de sua rede de segurança e controle de suprimentos, reduzindo os estoques para níveis de produção. A principal ênfase do JIT é na redução de custos e desperdício mínimo.

O processo de implementação deste modelo requer que você dê uma olhada bem próxima a todas as etapas de seus pontos de produção e manutenção de estoques. Isso por si só é um exercício útil, que também trará um bom diagnóstico da empresa e ainda dará boas ideias de melhorias. Resumidamente, o Just In Time é um modelo minimalista que preza agilidade, eficiência e controle de toda a cadeia produtiva.

Você já conhecia o Just in Time? Conte para gente o que achou através dos comentários!

Deixe uma resposta