Aprenda a gerenciar sem burocratizar

Depois de introduzir uma novidade em um determinado mercado, um empreendedor logo percebe que a era da inovação precisa ser substituída pela era da organização dentro de sua empresa para que ela possa crescer.

Organizar, por sua vez, requer a elaboração de sistemas para a tomada de decisões, o desenvolvimento de procedimentos de trabalhos, a criação de protocolos e formulários, que aumentam a quantia de documentos impressos, nesse desafio muitos empresários não conseguem gerenciar sem burocratizar.

Ocorre que a burocracia se intensifica na mesma medida em que papéis são impressos, situação que pode complicar ou até mesmo travar o crescimento da empresa e desembocar na perda de mercado para a concorrência.

Além disso, a utilização de altas quantidades de papéis requer uma estrutura de impressoras e xerocadoras, máquinas estas que devem ser compradas e mantidas pela empresa ou terceirizadas.

Como evitar o excesso de documentos impressos e a burocratização da sua empresa?

Uma das saídas é implementar uma plataforma de comunicação corporativa como a Sabesim, que reúne diversas ferramentas de gestão online:

• Sistema Kanban para desenvolvimento de projetos;
• Agenda de contatos e de compromissos;
• Caixa de mensagens;
• Sistema de registro de ocorrências de acidentes e incidentes;
• Plano de cargos e salários;
• Análises de desempenho de colaboradores via estatísticas e gráficos;
• Banco de currículos;
• Controle de vales e pagamentos;
• Arquivo online.

Por meio destas ferramentas é possível obter economias de mais de R$ 1 mil mensalmente em gastos com papel em determinados procedimentos de trabalho, como já foi confirmado por clientes da Sabesim.

Outro ponto importante é que o uso destes recursos online aumenta a velocidade da informação, agiliza as ações de cada colaborador e desburocratiza toda a empresa.

Sendo assim, sua empresa poderá se desenvolver mais livremente, economizará até 90% dos recursos que gastaria com papel e ainda liberará mais tempo para os empreendedores fazerem o que mais gostam: inovar.

Deixe uma resposta